Imagine fofo Liam Payne - Diana #1

|| ||


                Você diz só mais um, mas a sua dor dentro do peito não aceita sua escolha. Uma dica: NUNCA FAÇA O PRIMEIRO CORTE.
                Comecei a automutilação quando tinha 14 anos, porque sofri abuso sexual. O filho do ex-marido da minha mãe. Na época eu engravidei, descobriram por causa disso, era muito sangue para ser menstruação, eu estava perdendo o bebê que eu nem sabia que estava dentro de mim.
                Depois de um tempo eu comecei um tratamento com a psicóloga eu tomo remédios antidepressivos e participo de um grupo de apoio para pessoas psicologamente destruídas.
                Chamo-me Diana, tenho 19 anos, vivo sozinha praticamente, sofro de depressão e às vezes tenho crise de bipolaridade.
__________________________                                                                                     
                O peso de Samuel me esmagava, eu gritei a minha mãe com todas as forças dos meus pulmões, mas ela nunca me escutava. Sempre sentia pavor quando ele me tocava. Eu estava gritando, sendo aterrorizada pelo meu medo.
                - Calma, Diana, é só um pesadelo. – Harry falou quando me abraçou. Eu sempre me sentia segura quando o abraçava. Eu abri meus olhos e vi o Liam espantado na porta do meu quarto. Eu me agarrei mais ao meu irmão e comecei a chorar intensamente.
                - Fica calma... – Harry falou me apertando mais.
                - Harry, não me deixe. – Eu falei entre meus soluços.
                - Não minha pequena, eu nunca vou te abandonar. – Ele falou e deu um beijo no topo da minha cabeça.
                A pior coisa é quando o meu passado assombra meus sonhos, isso sempre acontece quando eu tenho dormir sem os efeitos do meu remédio.
                - Eu acho que vou embora. – Liam falou.
                - Não Liam, pode ficar. – Eu falei me soltando do Harry. – Eu estou melhor. – Falei indo até o banheiro, mas Harry segurou meu pulso, doeu porque eu estava com cortes recentes.
                - Você não vai se cortar! – Harry gritou e puxou meu pulso. Aquilo doía, mas eu não daria bandeira. Eu puxei meu pulso e voltei para a minha cama. Harry entrou no meu banheiro e mexeu nas minhas coisas, ele sempre fazia isso, tirava todas as coisas cortantes, depois ele pegou as que tinham no meu armário e na minha cômoda.
                - Eu não quero mais encontrar coisas assim aqui! – Harry falou e saiu do meu quarto.
                Eu só queria me isolar e ficar trancada, sozinha no meu mundo. Eu passei fazendo isso nos últimos 5 anos da minha vida... E eu passarei o resto da minha vida assim.
Liam POV
                Eu nunca vi coisa assim na minha vida, Diana tendo crise me assustou muito. Eu gosto dela desde sempre, e estou com pena dela. Os gritos horríveis de pânico que ela deu o choro de dor que ela corava. Diana precisa libertar todos os medos que lhe assombram.
                Eu sempre quis ser amigo dela, e ajuda-la a esquecer de tudo o que aconteceu com ela. Queria poder acender a chama em seus olhos, ela tem estado sozinha ela nem mesmo me conhece de verdade, mas eu posso senti-la chorando.
                - Ei, brother, quero bater um papo com você. – Falei chamando a atenção de Harry para mim. Ele fechou a geladeira com duas cervejas na mão.
                - Pode falar. – Ele falou entregando uma garrafa para mim e se sentando no banco na minha frente.
                - Cara eu não sei como isso aconteceu, mas eu gosto da sua irmã. – Eu falei e ele me olhou com uma cara de confuso. – Olha só Harry eu sei que é estranho, mas é a verdade.
                - A ultima coisa que Diana precisa é de pena. – Harry falou.
                - Harry, não é pena, eu gosto da sua irmã desde quando ela ainda estudava dês da época em que aquele cara fazia aquilo com ela...
                - Aquilo? Ele abusava da minha menina, você tem medo de falar isso? – Harry perguntou me olhando muito sério, nunca tinha visto aquela expressão na cara dele.
                - Hazza, não fala assim, é que é uma coisa muito forte para ser dita.
                - E você acha que eu não sei, se eu pudesse voltar ao tempo e impedir que tudo isso acontecesse. – Ele falou com os olhos serrados e a mão fechada em punho.
                - Ei cara você não tem culpa disso, passou o importante é que sua irmã esta aqui agora, nós vamos ajuda-la nisso tudo. Há tempo para tudo Harry, o da sua irmã vai ser agora.

                - Eu já tentei fazer de tudo por ela, mas esse medo dela prevalece em todos os momentos, quando tudo veio à tona ela nem chegava perto de mim porque eu sou homem, mas ela é a minha menininha, nunca iria deixar que nada acontecesse com ela. – Harry falou com os olhos cheios de lagrimas. Nesses últimos anos ele tem feito de tudo para que ela se sinta bem e confortável, ele trabalha em casa ajudando na empresa do tio dele, e isso é bom porque dá um lucro bom para a família. A mãe deles trabalha fora porque a Anne não suporta vê a filha assim e o trabalho é uma forma dela fugir disso tudo, eu entendo a Anne, deve ser insuportável ver a própria filha assim. Também caí todo em cima de Harry, ele que a ajuda com pesadelos, ele que evita ela de se cortar, que a leva para a psicóloga e ao grupo de apoio. Harry é praticamente o pai de Diana, eu acho lindo esse esforço que ele faz para ver irmãzinha dele bem. 
Diana POV
                Depois de todo o ocorrido eu fiquei deitada na minha cama olhando para o teto. E pensando em como a morte seria a melhor opção para mim, eu não tenho mais nenhuma vontade de viver, eu não tenho vontade de continuar. Existe um poço de tristeza instalado no meu peito que eu não consigo deixar pra lá, todo noite antes de dormir eu choro, eu me lembro dos momentos de terror que eu vivi e isso dói me mata aos poucos. Você não sabe a sensação de estar morta, mas viva ao mesmo tempo. E nem se preocupe em saber, vai por mim, não é a melhor sensação do mundo.
                Desci para jantar. Minha mãe tinha acabado de chegar do trabalho. Ela se mata de trabalhar e eu me sinto culpada em vê-la desse jeito. Minha mãe tem um olhar sofrido, depois de tudo o que aconteceu ela nunca mais foi a mesma. E Harry passa o dia cuidando de mim e da casa, ele trabalha com alguma coisa em casa mesmo, mas eu não sei o que ele faz, mas da bastante dinheiro. A minha mãe trabalha fora porque ela não suportaria as minhas crises.  
                - Que tal eu, você, Liam e Katy sairmos amanha de tarde? – Harry falou enquanto colocava as coisas na mesa.
                - Eu não seria uma boa pessoa para sair. – Eu falei e ele se sentou ao meu lado.
                - Diana para de querer se isolar, você vai SAR com a gente querendo ou não. – Harry falou.
                - Você vai estar com a sua namorada, eu não quero ficar de vela. – Dei mais uma justificativa para não sair com  eles amanhã.
                - Liam vai estar com você, eu e Katy não vamos deixar ninguém segurando vela. – Harry se ajoelhou na minha frente e pegou na minha mão. – Diana, ninguém vai fazer mal a você, eu vou estar lá com você...  – Ele falou e fez biquinho.
                - Okay Harry, eu vou pensar. – Respondi.
                - Vamos, por favor, por favor, por mim vai Diana. – Ele falou fazendo bico e com cara de pobre coitado.
                - Está bem Harry, eu vou. – Eu respondi ele abriu um sorriso lindo, com aquelas covinhas lindas a mostra. Harry e minha mãe são os únicos motivos para eu estar viva nesse momento.
                Depois minha mãe desceu e ela e o Harry ficaram falando sobre roupas para eu usar. Eu fiquei com um pouco de frio na barriga, porque tem um bom tempo que eu não me arrumo para sair e eu ao sei me arrumar.

 {...}
                Eu estava em pé olhando as minhas roupas. “Um dia normal, só um dia normal Diana, você vai se divertir. Eu gritava isso para mim mesmo.
                - Já escolheu a roupa? – Minha mãe falou entrando no meu quarto.
                - Não... Tem muito tempo que eu ao me arrumo. – Eu respondi.
                - Que tal o vestido azul e a sapatilha prata? – Ela sugeriu.
                - Ou a camisa rosa, a saia jeans e o meu All Star Chuck Taylor?
                - Vai ficar linda. Filha eu trouxe maquiagem, você deixa a mamãe maquiar você? – Ela perguntou mostrando um nécessaire pequeno.
                - Sim eu vou deixar. – Eu respondi e ela sorriu com um olhar iluminado, tem anos que não vejo esse olhar na minha mãe.
                Tomei meu banho e me senti em uma cadeira em gente ao espelho do meu quarto. Minha mãe começou a me maquiar, ela enrolou as pontas do meu cabelo e colocou um arco rosa com um pequeno laço em mim. Ela virou a cadeira e eu tinha a oportunidade de ver meu reflexo no espelho.
                - Você está linda. – Minha mãe falou com lágrimas nos seus olhos.
                - Não precisa chorar mãe. – Eu falei deixando algumas lágrimas caírem dos meus olhos.
                - Você que não pode chorar, sua maquiagem vai borrar. – Ela falou secando meu rosto.
                - Te amo mãe, saiba disso. – Eu falei e dei um abraço nela.
                - Vamos descer Liam já está aí. – Ela falou e eu sorri.

_____________CONTINUA________________

Então girls, esse é um imagine longo que eu criei em sala de aula, ele está no meu caderno eu resolvi postá-lo. Eu dividi em capítulos, mas não é uma fanfic, se vocês acham que eu devo continuar comentem.

Não há trabalho com sucesso sem uma motivação para continuar, então comentem.

14 comentários:

  1. Ai Deus. Continua. Please. Rápido filha. Continua.
    Você é a Grazielle ficam ferindo meus sentimentos com essas fics. Isso dói sabia?
    Continua please
    By: A mina da franjinha torta haha

    ResponderExcluir
  2. Assim.so acho que eu chorei com o primeiro capitulo ! Continua pliis !!

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Que lindo! Ai, tadinha da Diana! Ei Duda, vc é OBRIGADA a continuar, hein? Tá perfeito!
    Adorei, tá fabulouis!
    Die

    ResponderExcluir
  4. Adorei, está fantastico. Continua, please estou ansiosa!

    ResponderExcluir
  5. Continuaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  6. Omg chorei aq continuaa
    #carol

    ResponderExcluir
  7. Pelo amor de deus n acabe com esse blog ele eh demais

    ResponderExcluir
  8. Continua muuuiro bom

    ResponderExcluir
  9. Continua! Perfect <3

    ResponderExcluir
  10. Ai meu Deus acho que...chorei :. Continuaaaaaa oh my josh que perfeitoooooooooo continuaaaaaa!!!

    ResponderExcluir
  11. *Leitora nova*
    eu achei esse imagine por acaso e to amando, vc tem muita criatividade cara parabéns! eu me identifico um pouco pq eu tbm me auto mutilo mas sao por outros motivos q ñ vêm ao caso. Eu ameeii mesmo esse imagine
    #Vick

    ResponderExcluir