Imagine hot Harry Styles

|| ||
MC: Hazza Ostentação. Aheuaheuaheuaheuaheu

Entrega de um pedido enviado para a minha ask.fm. Faça o seu pedido! ><'
                Acordei depois de uma noite mal dormida porque meu melhor amigo e companheiro de apartamento resolveu trazer umas de suas “amiguinhas” para casa, e o pior ele se esqueceu de me avisar, se ele me avisasse eu colocaria os meus tampões de ouvido para não ter que ouvir nenhum ruído do sexo selvagem dele.
                Levantei-me com dificuldade da minha cama e nem me preocupei em olhar minha cara no espelho, não faria tanta diferença eu estaria com aquela cara de monstro mesmo. Fui para a cozinha peguei um copo de água e quando eu me viro me deparo com uma loira de corpo longilíneo de calcinha e sutiã vermelhos.
 - Bom dia. – A cumprimentei totalmente sem graça. Isso que se refere à história de caco de vidro ao lado de um diamante – e é claro que eu sou o caco de vidro –, eu estou simplesmente sem graça.
 - Bom dia... Eu só vim pegar meu vestido que esqueci na sala e estou indo embora, tchau (seu nome), acertei? – Ela perguntou. Ora, ora Hazza falou de mim para ela.
 - Sim, (seu nome) está certo. – Eu falei e ela sorriu.
 - Tchau, linda. – Ela falou e eu acenei com a cabeça.
                Peguei meu cereal no armário, leite e um suco de maçã (meu favorito *-*). Liguei a televisão da cozinha, me sentei-me à mesa e preparei meu cereal.
 - Bom dia. – Harry falou apenas de cueca boxer cinza se espreguiçando saindo do corredor.
 - Bom dia, pegador. Deu um bom trato naquela loira essa madrugada. Não adianta você negar, eu ouvi tudo. – Eu falei e ele sorriu se sentando na minha frente.
  - E os tampões de ouvido? – Ele perguntou.
  - Cara eu senti preguiça de levantar e pegar quando os gritos agudos da loira atormentaram meu sono. – Eu respondi e ele sorriu. – Qual é o nome dela? – Eu perguntei.
  - Acredita que eu não sei? Eu estava bêbado ontem, nem sabia que tinha trago alguém aqui para casa. Mas do jeito que eu acordei a minha noite foi dez. – Ela falou.
 - Sim claro porque você ficou assim essa noite “ai princesa, isso, vai, chupa assim, meu Deus, vou gozar”. – Eu o imitei gemendo e o Harry riu.

                Ficamos conversando durante um tempo no café da manhã e depois fomos para nossos quartos para fazer o tempo render. Mas o que se fazer em pleno sábado de folga? Eu poderia simplesmente dormir o sono perdido dessa noite, ou fazer um almoço para mim e Harry... Isso boa ideia! Eu vou fazer um almoço. Harry falou que não pretende sair hoje, ele falou que quer relaxar esse final de semana e eu estou sem grana para sair. Isso é ruim, quem me mandou gastar o dinheiro comprando chocolate, comprando sorvetes, guloseimas por causa da minha TPM? Isso me rendeu uns quilos essa semana, e estou sem dinheiro para sair esse final de semana.
                Olhei para as dispensas e vi que não tinha nada que eu pudesse usar. Eu e Harry estamos relaxados com esse apartamento, eu sou fotografa, vivo trabalhando o Harry é modelo só sabe viajar, almoçamos e jantamos fora e raramente nos vemos. Vou chama-lo para irmos ao mercado. Bati na porta dele e o Harry abriu ainda de cueca.
 - As roupas estão fugindo do seu armário? – Eu perguntei entrando no quarto dele. Até que estava mais ou menos organizado. – Não irei sentar na sua cama. – Eu falei me sentando na cadeira dele.
 - Eu já usei essa cadeira também. – Ele falou se deitando na cama.
 - Eca Harry! – Falei fazendo voz e cara de nojo. – Mas enfim, Hazza nós vamos ao mercado eu vou fazer um almoço, e outra estamos muito tempo sem conversar e cuidar desse apartamento. - Eu falei e analisei o corpo dele, Harry é bem gostoso tem um corpão, mas é meu amigo.
 - Você cozinha, eu arrumo a casa e depois faço a sobremesa. – Harry falou se levantando. Ele foi ao seu armário e colocou uma camisa e uma calça.
 - Okay, eu vou trocar de roupa. – Eu falei indo para o meu quarto. Coloquei uma roupa e fui para sala onde Harry já via televisão.
 - Vamos. - Ele falou pegando a chave do carro dele.
(...)
                Eu e o Harry estamos sentados no chão da sala vendo um filme e comendo pizza e bebendo vinho. Harry estava com o braço em volta do meu ombro.
 - Eu não entendo. – Harry falou.
 - O que você não entende? – Perguntei.
 - Somos amigos, há anos e você nunca transou comigo. – Ele falou com um tom confuso em sua voz.
 - Harry eu sou sua amiga de verdade, e não companheira de foda. Isso é amizade de verdade e trepar com suas “amigas” não é amizade. – Falei fazendo sinal de aspas com as mãos.
  - Então eu só tenho você de amiga? – Ele perguntou.
  - Suponho que sim Hazza. Lembra que quando nos conhecemos você me convidou para ir a sua casa? – Perguntei.
  - Sim, você me deu um tapa na cara. Eu não entendo isso até hoje. – Ele falou.
  - Harry, nenhuma garota se valoriza quando se trata de passar uma noite com você, e eu não sou igual a todas as meninas que você transa. – Eu falei e ele confirmou com a cabeça. Acho que o clima esfriou. – Vou colocar esses pratos na máquina. – Eu falei me levantando.
 - Que ajuda? – Ele perguntou.
 - Não, eu vou voltar. – Eu falei. Peguei os pratos fui para a cozinha. Passei uma água rápida nos pratos e os coloquei na maquina.
 - Sabe qual é o problema? – Harry falou e me deu um mega susto.
 - Nunca mais chegue de fininho assim, isso me assusta. – Eu falei e me virei para ele, levei um susto porque ele estava mais próximo de mim do que eu imaginei.
 - O problema é que eu sou apaixonado. – Ele falou passando a mão na mexa do meu cabelo. – Uma paixão não correspondida, isso dói. – Ele falou e se aproximou mais de mim quase me prensando na pia.  
 - Você tem que tomar uma atitude... – Eu falei ofegando. Ele me prendeu na pia e colocou suas mãos na minha cintura.
 - Estou tomando nesse exato momento. – Ele falou e minhas pernas bambearam.
 - Você está louco... – Eu sussurrei. Ele alisou seu nariz por minha bochecha. Sua respiração estava acelerada e quente, seu corpo todo estava em chamas.
 - Louco... Muito louco... Por você. – Ele falou e me beijou. Sua língua tocava a minha com delicadeza e reverência me proporcionando um beijo que eu nunca provei antes na minha vida. – Esperei por esse beijo dês do primeiro momento em que te vi. – Ele falou antes de voltar a me beijar. Isso é errado? Estou tendo sensações que eu nunca senti antes com ninguém.
 - Harry... Isso não é certo. – Falei tentando fugir dos beijos dele.
 - Não ligo se isso é certo ou errado... Você deve ser minha essa noite. – Ele falou espalhando beijos molhados pelo meu pescoço. Milhões de borboletas resolveram voar no meu estomago. Eu não poderia ceder ao Harry, mas meu corpo estava aceitando os toques dele.
 - Eu vou me culpar por isso... Mas meu corpo está aceitando você, Harry. – Eu falei e ele me sentou na pia.
 - Meu quarto ou o seu? – Ele perguntou.
 - O meu. – Respondi. Cruzei minhas pernas em volta do Harry e ele me levou para o meu quarto.
                Harry me deitou na cama e depois cobriu meu corpo com o seu. Ele beijou meu pescoço e colocou a mão na barra da minha camisa, levantei meus braços para ajuda-lo a tira-la, logo minha camisa voou para qualquer canto do meu quarto. Harry tirou meu sutiã e foi descendo beijando a minha barriga. Ele tirou meu short e voltou a me beijar. Senti as mãos de Harry alisando meu sexo por cima do tecido da minha calcinha, meu corpo de arrepiou com o seu toque.
 - Ah Harry... – Gemi puxando o ar entre os dentes.
 - Diga-me o que você quer? – Ele perguntou.
 - Você. – Eu respondi. Harry tirou minha calcinha e voltou a beijar minha barriga como fez antes. Senti sua língua tocar meu sexo molhado e inchado, pedindo a atenção de Harry. Ele passava a língua por todo o meu sexo me deixando mais excitada e querendo mais. Eu massageava meus seios para sentir mais prazer.
 - Você é deliciosa. – Ele falou e sugou meu clitóris me fazendo ir ao orgasmo. Contorci-me na cama e ele continuou me chupando com mais força, me fazendo delirar completamente. Mais um, dois orgasmos, me deixaram sem forças para respirar. – Sempre quis ver seu corpo extasiado por essas sensações que eu estou te provocando. – Ele falou e depois beijou meu sexo. Harry subiu em cima de mim e voltou a me beijar.
 - Eu preciso de você, agora, dentro de mim. – Eu implorei quando senti a ereção dele.
 - Estou sem camisinha aqui. – Ele falou.
 - Harry me fode agora! Eu tomo remédio. – Eu exigi a ele.
 - Nossa... – Ele falou logo se adiantando em tirar a calça e a cueca dele. Quando Harry estava livre das roupas ele me penetrou com força, me preenchendo completamente com seu pênis pulsante de tesão.
 - Você é tão apertadinha. – Ele falou e depois mordeu minha orelha. Harry metia com força e saia de mim de vagar. Ele era incansável e eu queria mais e mais daquele corpo impecável dele. Nós gemíamos sem pudor, aquilo era maravilhoso. Meu útero se contraiu e meu corpo entrou em um estado de tremor me fazendo gozar tão intensamente – que eu pensei que não fosse possível. -, arranhei as costas de Harry e deu um grito.
 - Harry você é perfeito... – Eu falei tentando respirar, mas era impossível. Ele continuava saindo e entrando de mim como se aquilo fosse a ultima coisa que ele faria na vida.
 - Você me deixa com mais tesão a cada segundo. – Ele falou e eu senti seu liquido quente jorrando dentro de mim.  
 - Meu Deus... – Eu falei quando ele se deitou do meu lado.
 - Pois é... – Ele falou e eu me virei para ele.
 - Não sei o que dizer. – Eu falei me acomodando no peito dele.
 - Foi perfeito. – Ele falou.
 - Muito... – Falei e cobri a gente.
 - Vamos fazer isso mais vezes? – Ele perguntou.
 - Com certeza. – Respondi.
______________________________________________

Se você gostou, comente.

Envie seu pedido pela minha ask. Vou fazer o possível para atender ao pedido de vocês. E se vocês quiserem imagines dedicados pede pelo facebook assim eu coleto as informações necessárias para criar um imagine. Links aqui embaixo.  

XoXo

17 comentários: